Nas profundezas da mente Kafkiana

O Digestivo Cultural, um dos principais portais de cultura do país, entrevistou nesta semana Jeanette Rozsas, autora de Kafka e a Marca do Corvo, lançado neste ano pela Geração Editorial.

No bate-papo, Jeanette fala sobre sua carreira literária, o processo de produção do livro, a vida interior e as idiossincrasias de Franz Kafka, entre outros assuntos.

Abaixo, algumas frases de Jeanette Rozsas ao Digestivo Cultural.

“A vida pacata e burguesa de Kafka estava só no exterior… E que imenso mundo dentro de sua cabeça! Algo que o torturava e que ele só extravasava por meio da literatura. Sua vida interior era tão densa e criativa que gerou incontáveis estudos.

(…) Kafka foi uma experiência única: um mergulho na angústia, na depressão, na culpa, nas frustrações, na doença e, principalmente, na obra de um dos maiores escritores de todos os tempos. Ninguém passa impunemente três anos estudando, e escrevendo, sobre Kafka.”

(…) Se um escritor hoje não se dispuser a participar de eventos de divulgação de sua obra, morrerá desconhecido — junto com todo o trabalho e a frustração de ver naufragar um projeto de vida…

(…)Kafka, por exemplo, ficava frustradíssimo quando não conseguia publicar um livro! E só teve a sexta parte de sua obra editada em vida…”

Clique aqui para ler a entrevista na íntegra

Mais

Conheça melhor o livro Kafka e a Marca do Corvo

Veja e baixe imagens da obra

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Autores, livros, Mídia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s