Geração Editorial lamenta morte do “Senhor dos Livros” José Mindlin

O mundo dos livros perdeu neste domingo um de seus maiores guardiões, internado desde janeiro no Hospital Albert Einstein, José Mindlin morreu ontem aos 95 anos, por falência múltipla de órgãos.

Conhecido por seu carinho e atenção aos livros, colecionador de grandes obras literárias, o bibliófilo Mindlin é muito reconhecido, não apenas na esfera intelectual, e muito bem visto até mesmo no meio político devido sua participação na luta por uma sociedade democrática.

Proprietário de uma das maiores bibliotecas privadas do mundo – que teve parte de seu acervo doado à USP; Ocupante da cadeira 29 da Academia Brasileira de Letras, Mindlin foi muito prestigiado em seu enterro, que contou com a participação de ex-presidentes e candidatos à intelectuais.

“Ouvi falar pela primeira vez em José Mindlin em 1974, quando eu, aos 23 anos, fazia em Belo Horizonte uma revista cultural, ”Silêncio”, de combate à ditadura militar. Mindlin mandou um diretor da Metal Leve à minha casa – onde era a redação da revista – para comprar um exemplar. Dois meses depois o ministro da Justiça, Armando Falcão, mandou fechar “Silêncio”, a mando do general Ernesto Geisel. Eu já tinha visto o logotipo da Metal Leve patrocinando revistas literárias como Ficção e outras, todas democráticas. Foi um homem digno. Como poucos, neste país de honoráveis bandidos”, afirma o editor e publisher da Geração Editorial, Luiz Fernando Emediato.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s