Livros da história brasileira interessantes, de qualidade e em edições de luxo

 

Capas - Divulgação

 

A História do Brasil sempre nos revela algo interessante. Melhor ainda quando é contada de uma maneira distraída e em forma de ficção. Quer saber como viviam os paulistanos na época da 2ª Guerra Mundial? Ou as maluquices do Imperador Dom Pedro I e as intrigas que a Marquesa de Santos aprontava na corte?

A Geração Editorial tem no seu catálogo títulos que podem esclarecer todas essas dúvidas. Esqueça aqueles livros sem ilustrações e chatos de ler. Nossa editora possui obras reconhecidas seja pelo seu valor literário ou historiográfico.

Em Guerra sem Guerra, o historiador Roney Cytrynowicz retrata de uma forma até inusitada, como era a vida no estado de São Paulo. Ele recorreu a fontes um pouco diferenciadas, como a propaganda de uma embalagem de pão e as leis, mais estranhas, principalmente para a época, como aquela sobre o excesso de passageiros nos bondes – aqui se percebe que o transporte público nunca foi dos melhores – em que as pessoas deviam evitar contato físico “excessivo”, entre outras pérolas.

Do consagrado escritor Paulo Setúbal, a Geração publicou dois títulos que resumem bem o período de 1808 a 1834: As Maluquices do Imperador (1808 a 1984) e A Marquesa de Santos (1813 a 1829). Em edições de luxo, com inúmeras imagens da época de autores reconhecidos como Debret.

A Marquesa de Santos é uma ótima oportunidade para conhecer a trajetória de uma das mulheres mais intrigantes e célebres da História do Brasil.  A aristocrata paulista Domitila de Castro Canto e Melo, a Marquesa de Santos, foi a amante e grande paixão de D.Pedro I, o primeiro Imperador do país. E mais: como escreve o autor do livro, “a única mulher, na História das Américas, que encheu um Império com o ruído do seu nome e o escândalo do seu amor”.

Em As Maluquices do Imperador, uma narrativa envolvente conta as peripécias de D. Pedro I e da família imperial que se instalou no Brasil, em 1808. Setúbal acompanha as aventuras do jovem príncipe, do adolescente impetuoso, do imperador afoito e do pai resoluto que vai a Portugal guerrear contra  o próprio irmão, D. Miguel, para garantir o trono de rainha para a filha, Maria, de apenas 15 anos. Esse livro tem alguns episódios hilários, além, é claro, de contar sobre o amor não correspondido da Imperatriz Leopoldina, a envolvente paixão pela Marquesa de Santos, o apego pela segunda Imperatriz Amélia de Leutchemberg, as intrigas com José Bonifácio e a amizade com o Chalaça. Na época em que publicou a obra, Setúbal falou da veracidade do texto, ou seja, nada escrito por ele foi inventado. O livro, embora narrado em forma de ficção, com a saborosa linguagem da época, é todo baseado em rigorosa pesquisa histórica. Foram muitas as fontes para que o material não perdesse a originalidade e não fosse considerado livro de ficção.

Mais detalhes em nosso site: www.geracaoeditorial.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s