Arquivo da tag: biografia

Release: Getúlio Vargas – A esfinge dos pampas – Richard Bourne

UMA ESFINGE QUE ENCONTROU O SEU ÉDIPO

  “Só os países economicamente fortes são realmente livres”, disse Getúlio Vargas. “E é essa liberdade que desejo dar ao meu país.”

Antes dele, o Brasil era um país em estágio pré-industrial; em poucos anos, a era Vargas construiu uma indústria siderúrgica imensa, revolucionou a infraestrutura de transportes e energia, lançou as bases da indústria petrolífera e incorporou o proletariado na vida nacional. Houve, no entanto, um preço a pagar por isso, e os efeitos dessa dívida são sentidos até hoje.

Pela pouca clareza das suas convicções ideológicas e caráter reservado da sua vida pessoal, Getúlio Vargas, a figura dominante da política brasileira no século XX, vinha sendo considerado uma esfinge que ainda não encontrara o seu Édipo. Com este livro, isso mudou.

Nesta que pode ser considerada a biografia mais imparcial, bem escrita e profunda, tanto na análise política quanto na psicológica, do homem que governou o Brasil por mais tempo e mais o influenciou, para o bem e para o mal, o conceituado brasilianista inglês Richard Bourne decifrou o sorriso enigmático do presidente que chegou ao poder por meio de uma revolução mas esmagou várias revoluções, que fortaleceu a classe trabalhadora mas enfraqueceu a democracia, que lutou pelo bem-estar social mas atentou contra liberdades individuais, industrializou o país mas também dotou de poder quase ilimitado as forças armadas, assim criando, inadvertidamente, um monstro que acabou por devorá-lo em 1954, e ao Brasil, em 1964.

Sopesando a contribuição de Getúlio Vargas à nação brasileira, o professor Bourne conclui que o fiel da balança pende a favor desse gigante de 1,60 de altura.

“Fisicamente diminuto”, escreveu o jornal inglês Manchester Guardian sobre Getúlio, “a sua estatura moral o habilitou a governar um país tão grande quanto a Europa durante tantos anos. Suas reformas sociais e econômicas foram sem precedentes no Brasil. Até 1930 o Brasil tinha sido um país; Vargas transformou-o numa nação.”
SOBRE O AUTOR:

Richard Bourne é professor de estudos políticos na Universidade de Londres, e autor de diversas obras sobre a América Latina, como Assault on the Amazon e Political leaders of Latin America. Pela Geração Editorial, publicou a biografia de outro presidente brasileiro, Lula do Brasil, a história real.

______________________________________________________________________________________________________

Getúlio Vargas – A esfinge dos pampas
Autor: Richard Bourne
Formato: 15,6×23
Páginas: 344
Categoria: Biografia
ISBN:978-85-81300-56-6
Cód. de Barras: 978-85-81300-56-6
Peso: 700g
Sinopse:
AS MUITAS FACES DO HOMEM DE SÃO BORJA
Getúlio Vargas tomou o poder em 1930, governou como ditador, suprimiu liberdades e exerceu a censura, porém defendeu os trabalhadores, modernizou o país e foi deposto por militares. Eleito presidente, governou como democrata, colocou o interesse público acima de tudo e desagradou reacionários, que o perseguiram até causar a sua morte trágica.
Revolucionário ou reacionário? Autocrata ou democrata? Fascista ou comunista? Progressista ou conservador? Opressor ou vítima? Quem foi realmente o homem que governou o Brasil por mais tempo que qualquer outro líder republicano? Qual foi de fato o seu legado à nação? Por que ele até hoje divide tanto as opiniões?

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Biografia Adolf Hitler – Anatomia de uma tirania

Fonte: Diário do Povo do Piauí – 02/04/2012

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Intimidades do casal “Brangelina”

Fonte: A tribuna – AT2


Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Hitler – retrato de uma tirania é destaque no jornal A Tarde

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Promoção Hitler – Retrato de uma tirania


Hitler: Retrato de uma tirania
Autor: Fernando Jorge
Formato: 15,5 x 22,5 cm.
Páginas: 328
ISBN:  978-85-61501-78-5
Código de barras:  978-85-61501-78-5
Sinopse:
O Artífice da Destruição: Nesta biografia equilibrada e imparcial de Adolf Hitler. Fernando Jorge, consagrado biógrafo de Aleijadinho, Santos Drumont e Paulo Setúbal, reconstitui a trajetória do Füher em toda a sua dimensão monstruosa e também humana, desde a pobreza na sua Áustria natal, a tentativa frustrada de se tornar pintor, seu relacionamento como o pangermanismo e o antissemitismo da época, até sua ascensão ao poder supremo na Alemanha, causando a Segunda Guerra Mundial, cujo saldo foi de milhões de mortos e uma destruição sem recendentes que só teve fim com o suicídio dele numa casamata sob as ruínas de Berlim. Buscando nas deformidades do caráter do ditador a verdadeira origem da selvageria nazista, o autor nos deleita com a beleza de sua prosa e com a abrangência de sua erudição, tintas multicoloridas com que pintou  este retrato fidedigno e irretocável da pior tirania da História.

Leia com exclusividade o primeiro capítulo da obra:
Livro_Hitler_Tirania_pg_01_16

PROMOÇÃO:

Retuite a frase e concorra ao livro Hitler – Retrato de uma tirania:

Dê RT e conheça a trajetória do pior ditador de todos os tempos c/a @geracaobooks.  #hitler  http://kingo.to/11SK #promo

O sorteio acontece dia 21/03, quarta-feira, e o resultado será divulgado no blog.

RESULTADO:

Sorteio realizado em 21/03/2012 às 16:48 por @geracaobooks, através dos usuários que retuitaram o link http://kingo.to/11SK.

  1. @DanniloCabral

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Indicação da Folha de S.Paulo: Angelina & Brad

Fonte: Folha de S.Paulo – 17/03/2012

NÃO FICÇÃO

BIOGRAFIA
Angelina & Brad: A Incrível História que Não Foi Contada sobre Brad Pitt e Angelina Jolie, o Casal “Brangelina”
Ian Halperin
Editora Jardim dos Livros
Quanto R$ 39,90 (332 págs.)
Tradução Mariana de Carvalho Mesquita Santana
O mais famoso casal hollywoodiano na atualidade é tema do jornalista Ian Halperin nesta biografia.
As histórias do célebre par, denominado pelo autor como “Brangelina”, são permeadas no livro por fotos dos atores em sets de filmagens, cerimônias de premiações e campanhas humanitárias.
A vida de Brad Pitt parece tranquila perto das tentativas de suicídio, práticas de sadomasoquismo, uso de drogas e automutilação de Jolie.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Release: Angelina e Brad – O Casal Brangelina

Angelina Jolie e Brad Pitt se tornam um em biografia exclusiva.

Antes mesmo de despontar como uma das atrizes mais famosas do mundo, a vida de Angelina Jolie já era um drama, uma comédia, uma aventura e até um filme de terror em determinados momentos. E não havia dublê – ela corria todos os riscos por conta própria.

É o que conta o jornalista investigativo Ian Halperin, autor de Angelina & Brad, uma biografia da atriz com o de seu atual marido, Brad Pitt, cuja vida também é rebobinada nesse livro quase-filme. A vida de Pitt, no entanto, não chama tanto a atenção no quesito escândalo. Talvez o seu maior mérito, além de ser um ator igualmente talentoso, seja conviver com alguém de temperamento forte, ou, então, por ter “domado” uma mulher selvagem.

Na trajetória de Jolie não falta nada: relacionamentos amorosos tumultuados, roubos de maridos, tentativas de suicídio, sadomasoquismo, homossexualidade, obsessão por facas e canivetes, automutilação, tatuagens, cicatrizes etc. E põe et cetera nisso. Momentos excêntricos, como o dia em que ela saltou na piscina de um hotel trajando um vestido de três mil dólares para comemorar a conquista do Globo de Ouro, sem contar o seu sonho adolescente de ser uma diretora funerária.

Contudo, a força de Angelina & Brad não se resume às excentricidades da atriz. É interessante entender como ela se preparou “até os dentes” para expandir o seu talento incontestável. Filha do também ator Jon Voight, desde criança Jolie já interpretava pequenos papéis dentro de casa, sempre com seriedade e sob a supervisão do pai e da mãe, a atriz Marcheline Bertrand, já falecida. Mas Jolie também recorreu a cursos e profissionais experientes, procurando se especializar em personagens complexos, desajustados. Interessante constatar, também, como ela conquistava seus papéis, sua audácia, sua presença marcante, arrebatadora. Com ela era na base do “tudo ou nada”, “caso de vida ou morte”. Um furacão-mulher.

Ganhadora de um Oscar e de dois Globos de Ouro, entre outros prêmios, ela divide com Brad Pitt, ator também premiado, uma vida que envolve cinema e muitas viagens internacionais em prol de órfãos dos países subdesenvolvidos.

Pitt, por sua vez, fundou a On Our Watch, uma organização que combate genocídios. Além de três filhos biológicos, o casal tem três filhos adotivos.

O fato é que todos ainda veem Jolie como um vulcão aparentemente extinto, que pode entrar em erupção a qualquer momento. Angelina & Brad mostra que ainda há brasas debaixo das cinzas. O livro é um mergulho profundo no mundo hollywoodiano, ao mesmo tempo em que transforma estrelas em gente de carne e osso. Ambos os mundos apaixonantes. Dizem que somos feitos de poeira de estrelas, e Angelina Jolie foi feita para brilhar.

Angelina & Brad: a história que não foi contada sobre Brad Pitt e Angelina Jolie. O Casal “Brangelina”.
Autor: Ian Halperin
Gênero: Biografia
Formato: 16 x 23
Páginas: 332
ISBN: 978-85-63420-16-9
Cód. De Barras: 978-85-63420-16-9
Sinopse:
Este livro é um excelente “filme”. Nele, Angelina Jolie aparece como mulher extravagante e, também, como a celebridade mais poderosa do planeta, ao lado do marido Brad Pitt; daí o neologismo Brangelina. Mas é ela quem rouba a cena na vida real, a começar pela sua adolescência conturbada, roupas e comportamentos extravagantes, obsessão por facas e canivetes, tentativas de suicídio, internação em hospital psiquiátrico, uso de drogas, sadomasoquismo, automutilação, relação homossexual, tatuagens, cicatrizes…
Mas a obra também revela como ela forjou o seu talento, as suas grandes interpretações, a sua audácia em encarnar papéis difíceis, sem contar a sua presença marcante, que, dizem, abre um clarão por onde passa. Hoje, além de continuar atuando e ganhando milhões de dólares por filme, ela se tornou uma agente humanitária, cuidando também de várias crianças órfãs, além de seus filhos biológicos. Igualmente talentoso, Brad Pitt trabalhou em prol da prevenção da AIDS, atuou em benefício das vítimas do Furacão Katrina, em Nova Orleans, e fundou a Not On Our Watch, um organismo que combate genocídios. Pelo que se vê, eles são muito mais que um casal de pombinhos superstar. Mas até chegar lá, muitas aventuras rolaram. E não houve dublês nas cenas mais fortes, como Angelina & Brad nos revela. A vida supera a ficção.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Release: Hitler – Retrato de uma Tirania, de Fernando Jorge

Em 1963, na rua São Bento, em São Paulo, o então jovem escritor Fernando Jorge encontrou um amigo o também escritor e político, Israel Dias Novaes, diretor do Banespa e do jornal Correio Paulistano. Os dois foram juntos a um café de esquina, onde Israe, conhecedor da predileção de Fernando por História, recomendou-lhe certo livro que lera recentemente. Tratava-se de uma biografia de Adolf Hitler, recém-publicada no Brasil, escrita por um autor alemão chamado Herman Zumerman (não Hermann Zummerman, na grafia alemã correta. O título dessa obra era Hitler – Anatomia de uma tirania, e a nota do editor dizia o seguinte:

O crítico Alfred Belsen escreveu, a propósito deste livro: “Zumerman é, indiscutivelmente, um grande escritor. Seu estilo é excelente,muito agradável, saboroso. Consegue prender a atenção do leitor do começo ao fim. Hitler – Anatomia de uma tirania pode ser considerado, com justiça, o maior livro que apareceu, nestes últimos tempos, sobre o homem monstruoso que desencadeou, no mundo, a Segunda Grande Guerra”.

Animado, Novaes elogiou o livro, por sua clareza de estilo e abrangência da pesquisa realizada, mas, sobretudo, pela tradução ímpar, creditada a certo Raul Rodrigues. Ao ouvir isso, Fernando Jorge caiu na gargalhada, e, diante da perplexidade do amigo, soltou esta bomba: — Herman Zumerman sou eu!

O livro, na verdade, fora escrito em português pelo próprio Fernando, e publicado sob pseudônimo, por imposição de seu editor, o judeu búlgaro Eli Behar. No meio editorial brasileiro de então, autores estrangeiros vendiam mais que os nacionais, de modo que Herman Zumerman, o crítico Alfred Belsen e o tradutor Raul Rodrigues haviam sido todos inventados por Behar, numa época sem internet, em que tais imposturas passavam facilmente por verdades. O próprio Fernando Jorge conta, a respeito disso: “Eu não queria de modo algum publicar o livro com outro nome que não o meu, mas o editor me fez uma proposta boa demais, e como eu ganhava muito pouco na Assembleia, havia acabado de me casar e precisava desesperadamente do dinheiro, acabei aceitando.”

Esta é a nova edição corrigida e atualizada — inclusive no subtítulo — de uma das primeiras biografias de Hitler escritas por autor brasileiro. Fernando Jorge a produziu, em 1962, enquanto o mundo acompanhava o julgamento de Adolf Eichmann, um dos principais carrascos nazistas, e a lançou em 1963, dez anos antes da primeira grande biografia alemã do Führer, de autoria do historiador Joachim Fest.

Desde o seu suicídio em 1945, num abrigo subterrâneo localizado sob as ruínas de Berlim, cuja destruição (e a de boa parte da Europa) ele mesmo havia causado, o ditador alemão Adolf Hitler tem sido um enigma do mal. Seu maquiavelismo político, sua delirante obsessão pela superioridade racial, seu ódio excessivo — e até hoje inexplicável — pelos judeus, tudo isso aliado a um desprezo pela vida humana nunca antes visto, fazem dele o homem mais abominável que já comandou uma superpotência.

Após seduzir a nação alemã, ele causou a Segunda Guerra Mundial e promoveu o Holocausto, deixando um saldo de milhões de mortos e um legado sinistro aos populistas e demagogos das gerações seguintes. Sem nada diminuir da monstruosidade de Hitler, esta biografia equilibrada e imparcial tecida por Fernando Jorge procura preservar- -lhe a dimensão humana, buscando nas deformidades do seu caráter a verdadeira origem da selvageria nazista. Entre outros fatos pouco conhecidos da vida dele, somos informados de que Adolf se apaixonou quando adolescente, mas não se atreveu a cortejar a amada devido à sua timidez excessiva, anormal e até inviril. O que era Hitler, afinal de contas? Um psicopata? Um homossexual enrustido? Um neurastênico? Um mero oportunista ou um crente sincero na doutrina antissemita? Ou ambas as coisas? Uma das causas do seu monumental complexo de inferioridade poderia ter sido uma deficiência física? Qual?

Reconstituindo a trajetória do menino pobre maltratado pelo pai e mimado pela mãe, do artista frustrado, do vagabundo ressentido e morador de rua em Viena, passando por sua carreira de soldado destemido na Primeira Guerra Mundial, depois pela de orador popular, político demagogo, líder do Partido Nazista, até se tornar chanceler e, por fim, chefe supremo do estado alemão, perseguidor das minorias e flagelo de toda a Europa, Fernando Jorge mais uma vez nos deleita com a beleza de sua prosa e a abrangência de sua erudição, tintas multicoloridas com que pintou este retrato fidedigno e irretocável da maior de todas as tiranias.

SOBRE O AUTOR

Fernando Jorge é autor de mais de 20 livros, a maioria deles biografias definitivas de vultos históricos, como Olavo Bilac, Aleijadinho (pela qual ganhou o Prêmio Jabuti), Santos Dumont e Paulo Setúbal, estas duas últimas lançadas pela Geração. Também por esta editora Fernando publicou suas obras mais incendiárias e polêmicas: Vida e obra do plagiário Paulo Francis, na qual desanca o pernóstico jornalista; A academia do fardão e da confusão, ataque impagável e bem-humorado à Academia Brasileira de Letras (“estéril como o útero de uma mula”, segundo ele), e o engraçadíssimo romance que satiriza a corrupta classe política brasileira, O grande líder.

Hitler: Retrato de uma tirania
Autor: Fernando Jorge
Formato: 15,5 x 22,5 cm.
Páginas: 328
ISBN:  978-85-61501-78-5
Código de barras:  978-85-61501-78-5
Sinopse:
O Artífice da Destruição: Nesta biografia equilibrada e imparcial de Adolf Hitler. Fernando Jorge, consagrado biógrafo de Aleijadinho, Santos Drumont e Paulo Setúbal, reconstitui a trajetória do Füher em toda a sua dimensão monstruosa e também humana, desde a pobreza na sua Áustria natal, a tentativa frustrada de se tornar pintor, seu relacionamento como o pangermanismo e o antissemitismo da época, até sua ascensão ao poder supremo na Alemanha, causando a Segunda Guerra Mundial, cujo saldo foi de milhões de mortos e uma destruição sem recendentes que só teve fim com o suicídio dele numa casamata sob as ruínas de Berlim. Buscando nas deformidades do caráter do ditador a verdadeira origem da selvageria nazista, o autor nos deleita com a beleza de sua prosa e com a abrangência de sua erudição, tintas multicoloridas com que pintou  este retrato fidedigno e irretocável da pior tirania da História.

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Semana Darwin

Semana Darwin

Em celebração à data de nascimento de Charles Darwin (12 de fevereiro de 1809), o Catavento Cultural e Educacional – Museu de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo – promove diversas atividades relacionadas à Teoria da Evolução.

Durante a Semana Darwin, realizada de 7 a 12 de fevereiro, serão exibidos cerca de 20 filmes e documentários durante a Mostra VerCiência Evolução e Biodiversidade, em horários variados (terça a sexta, às 10h, 11h, 14h e 15h; sábado e domingo, às 10h e 11h), no auditório do Catavento, que tem capacidade para 180 pessoas.

Também será aberta ao público no dia 7, a mostra temporária Darwin: Evolução para todos, que fica em cartaz até 4 de março. Disposta no Espaço Darwin, na Seção Vida, a exposição é composta de paineis, animais conservados e exemplos de espécies coletadas por Darwin em sua passagem pelo Brasil, como a Rhea americania (Ema), Forpus xanteropterygius (Tuim) e coleções de besouros, répteis e peixes. O objetivo é expor a história de Darwin e sua teoria acerca da evolução através da seleção natural e também demonstrar como essa teoria influencia o ser humano a compreender suas condições de existência no planeta.

Confira a programação completa no site da Secretaria de Cultura.

Fonte: Assessoria de imprensa SEC – Catavento Cultural e Educacional

______________

Conheça a mais completa biografia de Charles Darwin publicada pela Geração Editorial

Darwin – A Vida de um Evolucionista Atormentado
Autor: Adrian Desmond e James Moore – Biografia
Formato 16 X 23 cm, 800 págs.
ISBN: 858602884-3
Cód. barra: 9788586028847
Peso: 1.22 kg.
Sinopse:
A melhor, a mais ambiciosa, a definitiva biografia de Charles Darwin, segundo todos os especialistas. Escrita como um romance histórico, cheia de emoção e seriedade, esta biografia tornou-se um grande sucesso mundial. Segundo Duarte Pereira, na revista Veja, “um livro magnífico, que prende o leitor ao narrar as grandes aventuras vividas pelo cientista. Desmond e Moore deslindam o paradoxo entre o homem tímido e o cientista ousado remontando não só a vida, mas também o contexto político e cultural de Darwin”.
O livro, além de retratar a vida e as idéias de Darwin, também esclarece as relações do cientista com o seu tempo, e da sua própria história pessoal em conflito com suas descobertas. Darwin cresceu rodeado pela fé cristã, filho de um médico respeitável e proprietário de terras, em uma época em que o movimento operário fervilhava e circulavam ideais socialistas. Estava nascendo também a burguesia industrial, lutando pela liberdade de pensamento.
Em uma época em que se questionavam os conceitos estabelecidos, um cientista cristão viaja ao redor do mundo e descobre que o homem não é o centro da criação. E que, na verdade, descende de moluscos hermafroditas acéfalos. Darwin ocultou sua descoberta. Hesitou vinte anos antes de publicar sua obra maior, A Origem das Espécies. Nesse período, conviveu com tremores, febres e crises constantes de saúde. A um confidente, ele declarou a respeito de sua descoberta: “é como confessar um crime”.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized