Arquivo da tag: Jeanette Rozsas

Nas profundezas da mente Kafkiana

O Digestivo Cultural, um dos principais portais de cultura do país, entrevistou nesta semana Jeanette Rozsas, autora de Kafka e a Marca do Corvo, lançado neste ano pela Geração Editorial.

No bate-papo, Jeanette fala sobre sua carreira literária, o processo de produção do livro, a vida interior e as idiossincrasias de Franz Kafka, entre outros assuntos.

Abaixo, algumas frases de Jeanette Rozsas ao Digestivo Cultural.

“A vida pacata e burguesa de Kafka estava só no exterior… E que imenso mundo dentro de sua cabeça! Algo que o torturava e que ele só extravasava por meio da literatura. Sua vida interior era tão densa e criativa que gerou incontáveis estudos.

(…) Kafka foi uma experiência única: um mergulho na angústia, na depressão, na culpa, nas frustrações, na doença e, principalmente, na obra de um dos maiores escritores de todos os tempos. Ninguém passa impunemente três anos estudando, e escrevendo, sobre Kafka.”

(…) Se um escritor hoje não se dispuser a participar de eventos de divulgação de sua obra, morrerá desconhecido — junto com todo o trabalho e a frustração de ver naufragar um projeto de vida…

(…)Kafka, por exemplo, ficava frustradíssimo quando não conseguia publicar um livro! E só teve a sexta parte de sua obra editada em vida…”

Clique aqui para ler a entrevista na íntegra

Mais

Conheça melhor o livro Kafka e a Marca do Corvo

Veja e baixe imagens da obra

Deixe um comentário

Arquivado em Autores, livros, Mídia

Fome e Kafka estão no Guia da Folha desta sexta

O Guia da Folha – Livros Discos Filmes deu destaque nesta sexta-feira a dois livros da Geração Editorial: Fome e Kafka e a Marca do Corvo.

Fome, de Knut Hamsun e com tradução de Carlos Drummond de Andrade, aparece na seção de clássicos do Guia e é avaliado como ótimo.

Esta edição do Guia é aberta com uma reportagem intitulada “Kafkianos”, de Carlos Eduardo Ortolan, que analisa duas obras que contam, de forma diferente, a trajetória e os pensamentos do autor de “A Metamorfose”.

Uma dessas obras é Kafka e a Marca do Corvo, de Jeanette Rozsas, lançado recentemente pela Geração Editorial.

Diz o texto: “Despido dos rigores da exatidão acadêmica, trata-se de uma biografia romanceada de Franz Kafka, no qual, como seria de esperar, o conturbado noivado com Felice Bauer, a amizade com o escritor Max Brod, que receberia o espólio literário do autor, e a figura opressiva do pai tirânico ocupam papel central”.

Em outro trecho: “A pesquisa merece destaque, e o dado curioso é a polissemia do nome próprio ‘Kafka’, que significaria, em tcheco, ‘corvo’, ou também ‘castigo’, ‘tuberculose’, ou, ainda, ‘denúncia’.”

Leia entrevista com a autora de Kafka e A Marca do Corvo

Baixe imagens da obra

Conheça Jeanette Rozsas

Deixe um comentário

Arquivado em livros, Mídia