Arquivo da tag: teatro

Curso ator abre inscrições para o próximo semestre

O Curso Ator já existe a mais de 15 anos e tem como foco principal o desenvolvimento do Ator. Por ser um curso Livre de teatro não tem prazo de validade e pode ser mais acessível a pessoas com diversos objetivos. Muitos alunos chegam ao nosso curso querendo PERDER A TIMIDEZ outros para SEREM ATORES outros para RELAXAR E FAZER AMIGOS, em fim. Através de técnicas teatrais trabalhamos o auto conhecimento e a autonomia do aluno, tornando-o mais criativo e comunicativo. Corpo, Voz e Criatividade são os três pontos fundamentais trabalhados em nosso curso.

Módulo Iniciantes: Duração de 1 Semestre com apresentação do espetáculo “Cenas” no término. Técnicas de Viola Spolin e muita diversão, para conhecer seu próprio corpo e perder a timidez de forma fácil e divertida.

Módulo Intermediário: Duração de 1 Semestre com apresentação do espetáculo “A Tela e a Cela” no término. Técnicas de Constantin Stanislavski e um trabalho mais elaborado de interpretação e construção do personagem.

Módulo Plus: Módulo que tem duração facultativa, cada ciclo monta-se um projeto diferente trabalhando os mais importantes núcleos de teatro.  O aluno pode ficar o tempo que quiser e ir montando peças diversas.


http://www.cursoator.com/

http://www.youtube.com/watch?v=Eyj3pkKHJ1U&feature=g-upl

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Jô Soares entrevista Natália Lage sobre a peça JT – Um conto de fadas punk


Assista a entrevista na íntegra:

Conheça um pouco mais da história conturbada de Laura Albert, a criação de JT Leroy e a polêmica que se formou no meio literário. http://wp.me/pC6mz-JJ

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A África no palco


Fonte: http://www.gaz.com.br/gazetadosul/noticia/353412-a_africa_no_palco/edicao:2012-06-23.html

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma quase verdade punk

JT – Um conto de fadas punk
Categoria:
Peças
Gênero: Comédia Dramática
Preço:
R$ 32,00
Duração:
80 minutos
Direção:
Paulo José e Susana Ribeiro
Elenco:
Nina Morena, Roberto Souza, Hossen Minussi e outros
Censura:
16 anos

Locais e horários

Sesc Consolação – Teatro Anchieta

Endereço: Rua Doutor Vila Nova, 245
Tel.: (011) 3234-3000

Quando: (Sex, Sáb e Dom) Sexta e sábado, 21h; domingo, 18h. Bilheteria: 12h/22h (segunda a quinta); a partir das 12h (sexta), das 9h (sábado) e das 14h (domingo). Ingressos também no CineSesc e nas demais unidades do Sesc. De 15/06 a 15/07.

Mais informações

Resenha por Dirceu Alves Jr.:

De Luciana Pessanha. Em 2005, o escritor americano JT Leroy chamou atenção na mídia ao ser elogiado por Madonna e Bono Vox, mas também por contar em entrevistas que sofreu abusos na infância e na adolescência. Tratava-se de uma farsa. Leroy era o alter ego da autora e ex-cantora punk Laura Albert. Com a revelação, sua credibilidade literária foi abalada e o poder dos meios de comunicação que dão evidência a factoides levantou discussões. Sob a direção de Paulo José e Susana Ribeiro, a história ganha o palco com as atrizes Débora Duboc e Natália Lage à frente do elenco em uma montagem multimídia. De 15/06/2012 a 15/07/2012.

Fonte: Veja São Paulo

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Release: O leão e a joia – Wole Soyinka

BELA, A FERA E O PROGRESSO

O Leão e a Joia é uma fábula contemporânea que tem como cenário a pequena aldeia de Ilujinle, no país iorubá, onde a bela Sidi, a joia, é assediada por um jovem professor primário, Lakunle, treinado nos saberes ocidentais, disposto a erradicar a tradição em nome de uma europeização dos costumes, e por Baroka, o bale da aldeia, chefe tradicional e poderoso, que   pretende, através do casamento com a jovem, manter o seu prestígio e poder, bem como perenizar a sua linhagem de leão da mata.

O autor explora com fino humor as situações de conflito, dentro das referências da cultura aldeã iorubá. O jovem professor modernizador tenta convencer sua amada das vantagens da ruptura com a tradição, ao passo que o velho Baroka, aos 62 anos, joga toda uma sabedoria ancestral para seduzir Sidi. Ele mesmo faz circular a falsa notícia de sua impotência sexual para depois convencer sua pretendida que o casamento com ela era uma prova para toda a aldeia da virilidade do velho leão, condição fundamental para a manutenção do seu poder e da continuidade da cultura tradicional.

Esta peça pode ser lida como uma busca de alternativas para as sociedades africanas no pós-colonialismo. A mera substituição de brancos por negros nas mesmas estruturas de poder colonial fracassou. A simples manutenção das culturas tradicionais não responde mais aos desafios da África contemporânea.

A escolha de Sidi pode ser a saída para a incorporação de novos personagens sociais (a mulher, por exemplo) em processos de modernização que respeitem as identidades tradicionais. Talvez este seja o verdadeiro sentido do “renascimento africano”.

O Leão e a Joia marca a estreia de Wole Soyinka no mercado editorial brasileiro; coube à Geração o privilégio de publicar este Prêmio Nobel de Literatura pela primeira vez no Brasil, país tão influenciado pela cultura africana. Este precioso volume é ainda valorizado pelo prefácio de um dos maiores especialistas em cultura afro-brasileira, o dr. Ubiratan Castro de Araújo, professor na UFBA e diretor da Fundação Pedro Calmon.

SOBRE O AUTOR

Wole Soyinka nasceu em 13 de julho de 1934 em Abeokuta, próximo a Ibadan, no oeste da Nigéria. É autor de peças teatrais, romances e poemas, cuja qualidade lhe valeu o Nobel de Literatura em 1986: o primeiro africano a receber esse prêmio. Crítico incansável das ditaduras militares da Nigéria, teve de fugir algumas vezes do seu país; desde 1994, tem residido quase que exclusivamente nos Estados Unidos. Até hoje, continua a escrever e a criticar veementemente a corrupção e a opressão em cada canto de sua idolatrada África.

_____________________________________________________________________________________________________

O Leão e a Joia
Autor:
Wole Soyinka
Gênero: Teatro
Formato: 15,6 x 23 cm.
Págs: 152 + cad. de fotos (16 págs.)
ISBN: 978-85-8130-059-7
Tradutor: William Lagos
Sinopse
:

TRIÂNGULO AMOROSO À AFRICANA

No pequeno povoado de Ilujinle, Baroka, o sexagenário chefe da aldeia, conhecido como “o Leão”, e Lakunle, o jovem professor de ideias  avançadas e ocidentais, disputam o amor de Sidi, a Joia do vilarejo. Pequena obra-prima do Prêmio Nobel de Literatura de 1986, O Leão e a Joia é uma fábula divertida e irreverente sobre os confl itos entre valores africanos e costumes europeus, entre o desejo das mulheres de serem livres e o seu apego a tradições que as desvalorizam, entre o progresso e o conservadorismo.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Homenagem da Geração ao Dia Mundial do Teatro

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Promoção #Dia Mundial do Teatro

No Dia Mundial do Teatro a Geração vai sortear o livro Madame Shakespeare.

Para participar basta seguir a @geracaobooks e retuitar a seguinte frase:

Quero conhecer os relatos íntimos de Madame Shakespeare com a @geracaobooks. #diamundialdoteatro #promo. Dê RT. http://kingo.to/12HS

Você pode participar até às 23h59 de hoje, 27/03. O sorteio acontece  no dia 29/03, pelo sorteie.me e será divulgado no blog e redes sociais.

Conheça a obra:

Madame Shakespeare
Autor: Robert Nye
Sinopse:
É abril de 1594. William Shakespeare, poeta e escritor de peças relativamente famoso, convida sua mulher, Anne Hathaway, que vive em Stratford-upon-Avon, para vir a Londres celebrar com ele o seu 30º aniversário. Sete anos depois de sua morte, Anne Hathaway decide anotar num caderno o que aconteceu entre ela e o marido famoso, naquela semana, na cama de um quarto sobre uma peixaria. Em parte erudita, em parte divertida, erótica, romântica, leve e travessa, essa narrativa do escritor, poeta e crítico inglês Robert Nye revela uma mulher que não lia a obra de seu marido, muito menos seus sonetos, mas acaba nos dando respostas para questões sobre os mistérios da obra de Shakespeare que até hoje perduram – em especial aquele ligado à tal “segunda melhor cama”, presente nos sonetos dedicados à sua Dark Lady, uma dama misteriosa que pode ter sido qualquer mulher dos tempos elisabetanos – menos aquela que havia deixado em Stratford-up-Avon. O livro cresce em ousadia e erotismo à medida em que Shakespeare vai revelando para a mulher o tipo de vida que levava em Londres, sua luta para sobreviver como poeta e dramaturgo e o tipo de relacionamento que era obrigado a ter com seus protetores. Uma leitura deliciosamente irreverente, num texto vibrante e muito original.

Nye revive com brilhantismo, pela voz de Anne, a Inglaterra elisabetana, com suas moralidades sociais e hábitos supersticiosos, o que acaba por conferir ao livro um ritmo envolvente e de suspense, à altura da própria relutância da narradora em chegar logo ao final. De desvio em desvio, a história nos pega de surpresa e é difícil parar a leitura. Até aonde nos levará?

Resultado do sorteio

Sorteio realizado em 29/03/2012 às 17:48 por @geracaobooks, através dos usuários que retuitaram o link http://kingo.to/12HS.

  1. @AmorinJess

1 comentário

Arquivado em Uncategorized